segunda-feira, janeiro 24, 2005

O Ministério Público e o Poder de Investigar

(Publicado originalmente em 16.08.04)

Se o FHC tentasse uma dessa, seria tratado como tirano autoritário. Mas o PT, ao que parece, pode tudo. Após usar e abusar dos petistas infiltrados no MP para desestabilizar o governo FHC, inclusive com denúncias falsas como no Caso Eduardo Jorge, agora o PT quer calar a boca do MP. Ao que parece, parquet independente é bom para os OUTROS. Agora que eles estão no "puder", não querem críticas de ninguém.

Notem bem:

Querem calar a boca dos jornalistas
Querem calar a boca do MP
Delegados, é claro, podem sofrer pressão por parte do poder executivo.

Querem controlar o conteúdo da Internet, assim como na China e em Cuba, duas ditaduras totalitárias.

Os advogados serão os próximos. Já podem invadir escritórios e prender advogados em pleno exercício. Isso é só o começo.

O projeto de poder do atual governo não prevê críticos independentes. Os advogados vão ser os últimos a cair, mas, se não fizerem nada para salvar os outros, não vai sobrar ninguém para ajudá-los.

Os petistas de plantão podem me malhar. Podem relativizar os constantes e crescentes autoritarismos do governo. Mas não podem esconder a verdade - ainda!

Para o PT, nem China nem Cuba, alias, nem Coréia do Norte são ditaduras. São, para o PT, países democráticos e *modelos* a serem seguidos. Então, quando falam de "democracia", é bom entender o real significado por trás disso.

Não podemos acusá-los de falta de coerência, em nenhuma hipótese. Sempre defenderam modelos autoritários, e agora estão apenas aplicando. Todo político mente em campanha, nisso eles não são piores que ninguém.

quinta-feira, janeiro 20, 2005

Eles querem o seu dinheiro

"Procurar melhorar a educação, fazer a distribuição de recursos possível e não a idealista, porque realmente a classe média não quer aumentar a sua contribuição para as classes pobres, isso é uma tensão social permanente no Brasil e na América Latina".
Olavo Setúbal

Vejam que ótimo. O presidente de um dos bancos mais ricos do país, que extorque taxas de juros absurdas, acha que a classe média paga pouco imposto. Isso numa entrevista favorável ao governo federal.

Essa é para lembrar que no Brasil não existe direita nem esquerda. Existe governo e seus aliados. Não importa se é um apadrinhado de um político ou um branqueio. Todos eles querem o SEU dinheiro.

domingo, janeiro 09, 2005

Chega de defender terrorismo!

(Publicado Originalmente em 03.09.04)

Todos devem estar sabendo dos atos de barbárie na Rússia. Terroristas mataram crianças com armas e bombas, dando tiro pelas costas. Horrível. É o crime mais baixo, mais sem limite que se pode cometer. A maldade mais absurda. A brutalidade mais inaceitável.

E ainda tem gente que defende, que tenta explicar.

CHEGA.

Isso é uma VERGONHA.

Não há justificativa para terrorismo. E ponto final.

Quem tem complexo de inferioridade com outros países e outras frustrações mal resolvidas que vá fazer algo de construtivo. Quem foi fanatizado e doutrinado no colégio ou faculdade tente pensar um pouco. Pare de ficar defendendo terroristas que cometem atrocidades. Nada justifica aquilo.

Tinha criança que queria beber água da bica, e eles não deixavam, por pura maldade.

Queriam beber a própria urina, mas os terroristas não deixavam.

Quando desmaiavam, eles riam.

Quando tentavam fugir, eles atiravam pelas costas.

E ainda tem brasileiro que defende terrorista. CHEGA.

Não interessa sua orientação política ou religiosa, nada no mundo justifica aquilo.

E vamos falar a verdade aqui. Eles não eram nem “separatistas chechenos”, nem “rebeldes” ou mesmo “insurgentes”. Muitos sequer eram da Chechenia, eram Árabes que não tem absolutamente nada a ver com aquilo. É um absurdo o discurso politicamente correto com esse tipo de monstruosidade, como o de certos veículos e de informação e governos que se recusam a classificar o ato de terrorismo.

Temos que acabar com a longa tradição brasileira de tolerância com atrocidades cometidas por motivos “políticos”, e com a mania de achar que uma coisa justifica a outra. Temos que ser contra o terrorismo, sempre.

Procurador socialista quer destruir o capital

(Publicado Originalmente em 03.09.04)

Essa foi a defesa apresentada pelo procurador da republica Luis Francisco, uma vez encontrados indícios de que uma de suas petições foi redigida no computador de uma empresa concorrente contra a qual foi lançado o processo.

Em pelo menos três vezes, Luiz Francisco invocou como prova da sua absoluta correção, o fato de ser socialista e de ser sua tarefa "destruir o capital, como escrevi em meu livro".

O uso da posição de procurador da república como uma KGB-anti-capitalista é inconstitucional. O sujeito parece louco, e deveria ser exonerado imediatamente, se foram comprovadas as acusações. Resta perguntar se esse senhor se ele é nacionalista também, de modo a conjugar as duas palavras na nefasta ideologia, e mudar de "KGB" para "Gestapo".

Tal medida obviamente viola o art. 5, inciso IV da Carta Magna, entre outros.

Isso não é defesa, nem prova de inocência. Se ele recebeu ajuda de uma empresa para prejudicar outra OU se ele fez isso por fanatismo ideológico é IGUALMENTE RUIM, igualmente ilegal, igualmente absurdo e incompatível com sua posição pública. Em um país civilizado e democrático, ninguém ficaria impune de falar uma sandice dessas.

O sujeito, ao ser acusado de fazer uso ilegal da máquina publica para perseguir uma empresa em nome da outra, admite que fez sim uso ilegal, mas foi por fanatismo ideológico.

A situação é essa: em nome do socialismo, ah, então pode fazer uso ilegal da maquina pública. Pode tudo. Não tem lei, não tem regra, vale qualquer coisa mesmo.

quarta-feira, novembro 17, 2004

Independência

O Bush é muito criticado justamente por não querer que a opinião de outros países influencia as decisões do país dele, como na questão do protocolo de Kyoto, por exemplo. Muita gente critica o Bush por isso, mas acha que o Brasil deveria fazer a mesma coisa, ignorando pressões externas. Agora, essa influência percebida que os EUA tem sobre o Brasil é uma fantasia.

O Brasil é pau mandado de poderes externos, sim, mas não dos EUA. Cuba manda muito mais na política externa brasileira do que os EUA. O Brasil é pau mandado da ONU, também, e só está peitando na questão atômica. Em outras questões, é bem mais dócil, costuma dar tudo que as ONGs financiadas pela Europa querem. Se alguém for internacionalizar a Amazônia, vai ser a ONU e as ONGs européias. Isso não é uma fantasia, elas já administram boa parte do território nacional sob pretextos de pesquisa ecológica. Procure se informar.

O Brasil também obedece a instituições socialistas como o FMI.

FMI é socialista

O FMI criado por John Maynard Keynes, que era um socialista fabiano. Outro fundador, Harry Dexter White, era um agente soviético dentro do governo americano. Isso tudo são informações públicas, qualquer um pode pesquisar na Internet e ver.

sexta-feira, outubro 29, 2004

É contra a lei criticar o PT

Regime democrático? Oh, não me faça rir... O Lula já falou que bom mesmo é o Gabão e Cuba. Lá também não se pode pendurar faixas criticando os governantes.

segunda-feira, outubro 25, 2004

Sobre o mesmo tema

Realmente, o autor do texto do último post parece ser tão tolerante quanto o Império Romano que perseguia os cristãos e os jogava aos leões. Alias, o sr. Tulio cita isso como exemplo de, pasmem, tolerância. Quem achar isso ruim deve estar "supervalorizando o direito a vida". De qualquer modo, o Oriente Médio fica no Oriente, a menos que mudem o nome do local para "Ocidente Médio".

Acusação mentirosa

Texto ridículo e MENTIROSO. Digo e repito. O autor * MENTE * ao associar cristianismo ao totalitarismo. Os regimes autoritários do sec. XX, que mataram milhões, como bem se sabe, eram inspirados na dialética do terror revolucionário justamente do iluminismo da revolução francesa, que ele tanto elogia. Em outras palavras, o autor diz que bom mesmo é o TERROR REVOLUCIONÁRIO do iluminismo, que cometeu assassinatos em massa e genocídios como jamais se viu antes na história da humanidade. Será que o Estado ideal é aquele que manda para guilhotina todos os que se opõem? Porque o estado laico e iluminista matou mais do que o estado confessional que o antecedeu, conforme fatos históricos insofismáveis. Quanto ao STF, apenas fez cumprir a lei. A decisão judicial não disse se era ou não pecado - afinal, não é essa sua função. Trata-se de um sofisma evidente. Claro que o Estado não deve obedecer aos cristãos. Mas também não deve ser escravo dos que odeiam o cristianismo, apesar desses o desejarem com uma ferocidade assustadora. Quero reforçar o meu protesto quanto ao texto mentecapto. Inicialmente, o autor advoga a tolerância do Império Romano, que cometeu atrocidades e barbaridades mundo afora. Depois, do terror da revolução francesa, que matava na guilhotina inocentes em expurgos. Não satisfeito, afirma que as três religiões monoteístas são ocidentais. TODAS ELAS são orientais. TODAS, sem exceção. Trata-se de um erro crasso tão absurdo que parece ser difícil de ser superado. Entretanto, o autor se supera ao afirmar cristãos, judeus e muçulmanos são intimamente ligados a ditaduras. Nesse momento o texto alcança um novo nível de absurdo com a acusação ad hominem covarde, totalmente desprovida de provas, contra os membros dessas religiões no mundo inteiro. Trata-se de uma ofensa ao sentimento religioso, e as pessoas de fé do mundo inteiro. Revoltante. Bilhões, de freiras e monges a cidadãos comuns, são acusados de defensores de ditaduras das quais muitos foram e ainda são vítimas!

De Volta

Devido a descontinuidade do serviço do antigo servidor, este blog sera novamente atualizado.